o crime do padre amaro-9789723802559

O CRIME DO PADRE AMARO

 (En papel)

EÇA DE QUEIROZ JOSE MARIA

, 2001
  • Nº de páginas: 509 págs.
  • Encuadernación: Tapa blanda
  • Editorial: LIVROS DO BRASIL
  • ISBN: 9789723802559

O Crime do Padre Amaro apareceu, pela primeira vez, em folhetins, na "Revista Ocidental", em 1875, surgindo em volume no ano seguinte. Sabe-se, no entanto, como Eça de Queirós apurava de edição para edição as suas obras, alterando-lhes, por vezes substancialmente, o estilo, o enredo e a estrutura.
A fixação do texto e as notas desta edição de O Crime do Padre Amaro, assim como de todos os títulos subsequentes, são da autoria da Sra. Dra. Helena Cidade Moura, especialista de reconhecido valor no âmbito dos estudos queirozianos. A versão tomada como base foi a de 1880, última revista pelo autor.
Inclui-se também uma carta inédita de Antero de Quental, cujo manuscrito autógrafo incompleto se encontra na posse da família de Eça de Queirós e que nos foi amavelmente facultado.

$229.00

$217.55

Inseparables, comprar "O CRIME DO PADRE AMARO" junto con:

o crime do padre amaro-9789723802559
el mandarin-9788492491070
EL MANDARIN JOSE MARIA EÇA DE QUEIROS

Cómpralos hoy por

o crime do padre amaro-9789723802559
el crimen del padre amaro-9788498414295
EL CRIMEN DEL PADRE AMARO JOSE MARIA EÇA DE QUEIROS

Cómpralos hoy por

o crime do padre amaro-9789723802559
el conde de abraños-9788496956315
EL CONDE DE ABRAÑOS JOSE MARIA EÇA DE QUEIROS

Cómpralos hoy por

Datos del libro

  • Nº de páginas: 509 págs.
  • Editorial: LIVROS DO BRASIL
  • Encuadernación: Tapa blanda
  • ISBN: 9789723802559
  • Año edición: 2001
  • Plaza de edición: LISBOA

Resumen

O Crime do Padre Amaro apareceu, pela primeira vez, em folhetins, na "Revista Ocidental", em 1875, surgindo em volume no ano seguinte. Sabe-se, no entanto, como Eça de Queirós apurava de edição para edição as suas obras, alterando-lhes, por vezes substancialmente, o estilo, o enredo e a estrutura.
A fixação do texto e as notas desta edição de O Crime do Padre Amaro, assim como de todos os títulos subsequentes, são da autoria da Sra. Dra. Helena Cidade Moura, especialista de reconhecido valor no âmbito dos estudos queirozianos. A versão tomada como base foi a de 1880, última revista pelo autor.
Inclui-se também uma carta inédita de Antero de Quental, cujo manuscrito autógrafo incompleto se encontra na posse da família de Eça de Queirós e que nos foi amavelmente facultado.

0

Valoración Media

Todavía no ha sido valorado

Valoraciones usuarios

  • (0)
  • (0)
  • (0)
  • (0)
  • (0)

Recomendaciones usuarios

  • 0% No ha sido todavía recomendado
Haz tu recomendación

Opiniones "O CRIME DO PADRE AMARO"

No hay opiniones para este producto

Hazte un hueco en la comunidad de Casa del Libro, regístrate